Começa a declaração do Imposto de Renda, desta vez com mudanças

A Receita Federal quer saber mais sobre o contribuinte e seus dependentes

 Sem-título-1

A partir de agora para declarar o Imposto de Renda o contribuinte terá que fornecer mais detalhes. Desde o dia 26 o Programa Gerador da Declaração foi disponibilizado para adiantar as informações. A partir deste ano será preciso incluir o CPF dos dependentes que tenham 8 anos ou mais. A mudança é progressiva, já que no ano passado só era obrigatório fornecer o CPF de dependentes a partir de 12 anos. Para o próximo ano, é provável que todos os dependentes devam ser identificados, independentemente da idade.

 0

Os dados, cada vez mais precisos e completos, ajudam a receita a evitar duplicidades nas deduções. No caso de dependentes, podem ser considerados os filhos que ficam sob guarda de um dos pais por decisão judicial ou homologação. Para guardas compartilhadas, o filho poderá ser considerado dependente de apenas um dos pais.

 0

Campos que ainda não são obrigatórios já podem ser preenchidos a partir deste ano, como detalhes sobre os bens do contribuinte, endereço dos imóveis declarados, matrícula e IPTU. Para veículos será solicitado o número do Renavam.

 0

De acordo com instrução publicada pela Receita no ano passado ficam isentos de serem declarados valores enviados para o exterior para investimentos educacionais, científicos ou culturais, além de despesas médico-hospitalares com tratamento de saúde. E falando em saúde o contribuinte que apresentar recibo médico sem endereço pode ter o documento rejeitado pelo Fisco. Exames laboratoriais , procedimentos de fertilização in vitro podem ser deduzidos, se tiverem sido realizados no ano calendário, no caso, 2017.

 0

Outra novidade é que os imóveis obtidos por desapropriação de imóveis decretados pelo poder público ou interesse social ficam isentos de imposto.

 0

Na hora de preencher, a orientação é utilizar a declaração do ano anterior para atualizar dados como endereço, aquisição de veículos ou imóveis, entre outros. Fica mais fácil usar as informações do ano passado como rascunho até atualizar todos os dados.

 0

A estimativa da Receita Federal é de receber mais de 28,8 milhões este ano, quantidade superior à recebida em 2017 que foi de 28,5 milhões. O prazo começa neste dia 1° de março e se encerra em 30 de abril, às 23h59.

 0

Os lotes de restituição serão liberados a partir de 15 de junho. Quem fizer a declaração mais cedo receberá a restituição, se houver, mais rápido.

 0

Lotes de restituição do IR 2018:

Dados: Receita Federal

 

15 de junho – 1° lote

16 de julho – 2° lote

15 de agosto – 3° lote

17 de setembro – 4° lote

15 de outubro – 5° lote

16 de novembro – 6° lote

17 de dezembro – 7° lote

Início